Casas espíritas se reúnem em Conselheiro Lafaiete


Jesus é a porta, Kardec a chave. Foi com essas palavras que o presidente eleito da Aliança Municipal Es­pírita de Conselheiro Lafaiete (AME-CL), Gus­tavo Ramalho, iniciou no domingo, dia 31, sua pri­mei­ra reunião. A entidade esteve inativa por al­guns anos, o que dificultou a unificação do Mo­vi­men­to Espírita.

Segundo Gustavo, a aliança pretende resgatar o trabalho de unir a comunidade espírita, para que ela se fortaleça. “Representantes de diversas casas espíritas da região estiveram presentes. Nós percebemos aqui, um momento importante no Movimento Es­pí­ri­ta, que é aquele que as pessoas estão se unindo pela ‘causa’ do movimento e não simplesmente cada qual trabalhando dentro de sua Casa ou Grupo Es­pí­rita. Nós percebemos no exemplo de Jesus, que abandonou seu lar, sua família e foi trabalhar com a sociedade. Esse é o trabalho que o Espiritismo procura promover. Seguindo Jesus”, disse.

Gustavo estará à frente da presidência da Aliança durante três anos. Um dos principais projetos é a reaproximação dos espíritas e daqueles que frequentam as casas espíritas, levando a doutrina em sua pureza às pessoas. “Nós sabemos muito bem que a doutrina espírita tem sido divulgada de maneira equivocada. Ainda há muito preconceito por ignorância das pessoas. A principal função da AME é levar à sociedade o Espiritismo em sua simplicidade e pureza como Kardec e os Espíritos enviados por Jesus nos trouxeram. Então, esse é o nosso maior projeto: levar nossos conceitos, com fidelidade às orientações de Jesus e Kardec”, explica Gustavo.

Atualmente Lafaiete possui sete casas espíritas em funcionamento, e cinco são filiadas a AME, além de quatro casas em Ouro Branco e uma em Congonhas. Ainda segundo Gustavo, ao contrário de muitos órgãos que existem para normatizar, atuando hierarquicamente, é um órgão que vem para servir. A entidade está pronta para suprir as demandas e necessidades das casas espíritas que são filiadas a ela: “A AME funciona como um conjunto de pessoas, em que os grupos buscam orientação. Ao mesmo tempo em que a casa recebe auxílio, ela também contribui com outras casas. Então, nós temos aqui, a função de coordenar esforços para servir o Movimento Espírita.

A vice-presidente da Aliança e integrante do Cen­tro Espírita “Amor ao Próximo”, instalado na cidade de Ouro Branco, Maria Aparecida Gomes de Oliveira, também fez suas considerações:  “Acredito que, com a união das casas espíritas é possível fazer um trabalho melhor, a partir da troca de experiências”, comentou.

Gustavo Ramalho agradeceu a oportunidade de divulgar a Doutrina e o Movimento Espírita na região, por meio da mídia: “As mídias são também ferramentas divinas, quando orientadas ao bem. Nossos amigos espirituais dizem sempre, que qualquer atividade é divina, desde que direcionada ao bem. Nós vemos tantas notícias na mídia menos felizes. E como nós gostaríamos, daqui um tempo, de termos noticias de pessoas em ações edificantes e melhores. Nós acreditamos que somente o evangelho de Jesus vai gerar isso nas pessoas. Porque não adianta criticar e dizer que só se publica coisas equivocadas, nós precisamos agir na transformação própria e então colaborar na do outro, gerando na sociedade a transformação que estamos fazendo em nós mesmos”, finalizou.


Para mais informações e contatos, acesse: facebook.com/ameclregião, www.amecl.org ou e-mail contato@amecl.org

Reprodução