Espiritismo cresce no Brasil


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que o Brasil tem 3,8 milhões de pessoas que se declaram espíritas. Some-se a isso 30 milhões de “simpatizantes”, defende a Federação Espírita Brasileira. Oficialmente, entre 2000 e 2010, o número de seguidores do espiritismo cresceu 65% no Brasil. Segundo a Federação, continua crescendo. É um tema recorrente em novelas e programas da televisão brasileira.

Geraldo Campetti, vice-presidente da Federação Espírita Brasileira, assegura: “Nossa população aceita muito bem a ideia de vida após a morte”. Para muitos estudiosos do assunto, o kardecismo é uma criação brasileira. Eles apontam 3 fatores que ajudaram na formulação nacional dessa doutrina: o sincretismo brasileiro (em especial por que para os católicos a ideia de falar com santos mortos era comum), a proximidade entre espiritismo e cristianismo no ensino das boas obras e, por fim, a popularização dos ensinamentos através de Chico Xavier.

3,8 milhões

de pessoas se declararam espíritas.

2%

da população. A Região Sudeste foi a que mais ganhou adeptos ao espiritismo. De 2% passou para 3,1% da população, aumento de mais de 1 milhão de pessoas. O Estado com maior proporção de espíritas é o Rio de Janeiro.

Entre as religiões, os espíritas têm as maiores proporções de pessoas com Ensino Superior.

98,6%.

Os espíritas também apresentaram as menores percentagens de indivíduos
sem instrução (1,8%) e com Ensino Fundamental incompleto (15%).

Número de espíritas no Brasil