Viviane Araújo é criticada ao 'receber espírito' em ensaio


A atriz Viviane Araújo foi alvo de críticas após sua apresentação no ensaio técnico da escola de samba Salgueiro, na noite do domingo (24), no Rio de Janeiro. A artista, que é rainha de bateria, vai desfilar como Maria Padilha, um dos nomes mais importantes da umbanda, que também é conhecida como pombagira.

Após sua performance na avenida, muitas pessoas encheram as fotos e vídeos dela de comentários afirmando que a moça estava "incorporada". Em entrevista à coluna Retratos da Vida, do jornal 'Extra', Vivi negou as informações e afirmou que tudo não passou da "interpretação de uma personagem".

“Por um lado fico até feliz, porque sou uma atriz mesmo! As pessoas realmente acreditaram nisso. Mas claro que não estava né, gente? Primeiro que nem sou médium para isso, respeito e admiro essa religião, mas não tenho mediunidade para estar incorporada na Avenida. Estava simplesmente fazendo o que gosto de fazer que é atuar. Estava encarnando, sim, uma personagem que faz parte do enredo da escola. Vamos contar a história do malandro. Eu quis fazer essa encenação baseada no enredo. O que eu vi, no entanto, foram muitos elogios”, explicou a atriz.

“Eu respeito e admiro muito o espiritismo. Mas o que eu estava fazendo ali era apenas a interpretação de uma personagem. É claro que, por ser uma figura que é da umbanda ou do candomblé, que seja, as pessoas que são dessa religião vão se manifestar a favor e as que não são vão ser contra. Mas a vida é assim. Me preocupei em fazer bem o que eu fiz e o que a minha escola fez, um ensaio arrebatador. Espero que seja assim no dia do desfile. Estamos falando de carnaval e não de religião ou intolerância, nada disso”, completou.

 Livros espíritas